POSTAGENS MAIS RECENTES DO BLOG

SIGA-NOS NO FACEBOOK

terça-feira, 3 de novembro de 2009

O Desafio de seguir a Cristo.



O desafio de seguir a Cristo
Prof. Anísio Renato de Andrade

Texto-base: Jo.6:35-37,66-68

Introdução: Vida cristã não é uma filosofia. É andar com Jesus. É seguir a Jesus. Quem segue não escolhe a direção a ser tomada.

Pergunta-chave: Até onde você está disposto a seguir a Cristo ?

Vamos traçar um paralelo entre a vida cristã e o caminho de Israel entre o Egito e Canaã

1 - O início da caminhada: Conversão (encontro, libertação do Egito, primeiro amor).

Em destaque: as bençãos - Os israelitas se enriqueceram com ouro e prata (Ex.12:35)
Nesse ponto, Miriã dançou e cantou.
Seguir a Cristo no momento da benção é muito fácil.

2 - O meio do caminho: Deserto - Provação, renúncia, benção sob medida (maná).
Tempo de vencer ao diabo e vencer a si mesmo. Nesse ponto, Miriã se rebelou contra Moisés.
Seu motivo para seguir Jesus será testado : pão terreno ou pão celestial ? (Hab.3:17-18).
Você seguiria a Jesus sem bençãos ? Pode parecer absurdo. (Exemplos: teste do jovem rico e de Jó).

2.1 - Perspectiva incorreta sobre o cristianismo. Expectativas ilusórias: esperar apenas o que é agradável.
Mat.13:20-21 - a semente entre as pedras (ofensa) - O convertido que não contava com tribulações (Teologia da Prosperidade).
O objetivo do ser humano é apenas o bem-estar, conforto e felicidade. É o ter. Focalizamos o que é passageiro.

2.2. - A perspectiva correta: A visão de Deus é, sobretudo, a formação do caráter cristão em nós. É o ser. Focaliza o eterno.
A maior experiência do cego de Jericó não foi enxergar, mas encontrar Jesus.

3 - O alvo e os obstáculos: Quem segue Jesus quer ir para onde ele vai. Jesus vai para junto do Pai. Vai para o céu, mas no caminho existe uma cruz. Você ainda quer segui-lo ?
Queremos reinar com Cristo. Podemos beber o cálice que ele bebeu ? (Mc.10:35-40)
Salmo 23:4 - Seguindo a Jesus no vale da sombra da morte.
Quem perder a sua vida por amor de Cristo acha-la-á. (Mt.16:25).
Os discípulos enfrentaram até mesmo a morte física.

4 - A chegada - A Canaã celestial para quem seguir a Cristo até o fim.
Miriã não entrou em Canaã.
Mat.12:29 - A recompensa
Na Nova Jerusalém não haverá provações (Ap.21:1-5), mas, por enquanto, precisamos suportá-las.

Conclusão: Jesus não dispensa seus seguidores. Ele nos ouve, nos perdoa e nos aceita.
O problema é que muitos seguidores desistem, desviam do caminho. Escolha caminhar com Jesus.

http://www.geocities.com

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

"FABRICAMOS" BEZERROS DE OURO



"Mas vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão.e disse-lhe:Levanta-te, faze-nos deuses, que vão adiante de nós; porque quanto a esse Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe sucedeu." Ex 32:1.


Quero chamar de "Bezerros de Ouro", tudo que "fabricamos", sendo contrários à vontade de Deus.


Quando nos tornamos distantes, cegos, mudos e sem entendimento. Daí, faz-se valer a recíproca de que o adorador se torna igual ao objeto adorado.


Perdemos a direção. Temos que decidir: Guardar "nossos bezerros" para ocasiões oportunas, ou, lança-los totalmente destruídos no mar do esquecimento.


"Os bezerros", nem sempre são palpáveis, mas, muitas vezes, para nós, invisíveis. Contudo, acabam por impedir um relacionamento íntimo, sincero e obediente a Deus.


Moisés estava no Monte Sinai com Deus. Sem tempo, nem mesmo intenção de possuir um "objeto mágico". O ócio, a falta de fé e de obediência, levou os Israelitas ao pecado : "faze-nos deuses, Moisés não vai voltar" Ex38:1.


Fabricando "bezerros"
Já fabriquei muitos "bezerros", quando estive no "deserto". Tinha um para cada ocasião. Não tinha intimidade com Deus, apesar de achar o contrário. Fui miserável! Tendo que de dura forma, aprender que não precisava deles.


"Os bezerros", ainda teimam em aparecer, mas, não podem correr. Tão pouco, me alcançar. Quando vejo a sombra deles, clamo ao Cordeiro de Deus, sei que Ele sempre irá me sustentar.


O "bezerro" de Ló
Quando Deus destruiu Sodoma e Gomorra, Ló foi socorrido por anjos que lhe disseram: "Escapa para o monte para que não pereça". (Gn19:27). Imediatamente Ló sacou o seu "bezerro": "Não, para o monte não! Vou morrer! (Gn18:23). Ló, assim como os israelitas, estava distante e não entendeu o propósito do monte.


Tempos depois, Ló viu que não era negócio habitar em Zoar(onde escolhera), e resolveu ir para onde Deus havia lhe ordenado:A cidade que ficara no monte. Ele já estava velho, deixara muitas oportunidades para trás. suas filhas, não casaram em Zoar e agora "fabricavam seus bezerros" embebedando o pai e engravidando dele. Uma triste história. (Gn 19:30)


"bezerro" de Sara
Falta de fé sempre dá lugar a "bezerros". Foi assim também com Sara. Cansada de esperar a promessa do filho, não hesitou: "Toma, pois, a minha serva; porventura terei filho dela". (Gn 16:2). A "adoração" rendeu caro, Ismael, filho de Abraão com Agar, até os dias atuais traz inimizades para Israel.


Silêncio não é ausência

Os Israelitas não suportaram esperar Moisés descer do monte. O silêncio os perturbou. Acharam que Deus havia esquecido deles, ou mesmo, que já não havia Deus.

Rejeitando o "bezerro"

Satanás construiu "bezerros de ouro" para Jesus, quando da tentação no deserto. Aliás, ele era o próprio "bezerro".


"Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães". Mt 4:9.


Jesus estava faminto, 40 dias e 40 noites sem comer. E o "bezerro fabricado", bem ali, na sua frente.


"Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus".Mt4:4.


Jesus, ignorou o "bezerro". Sabia que precisava esperar um pouco mais, embora seu estômago pedisse comida. Ele recorreu a Dt:3 e foi sustentado

No monte com Moisés

Moisés foi o único, da nação israelita, a subir o monte. Uma demonstração de intimidade com Deus, que os demais não tinham. 40 dias e quarenta noites a sós com Deus, tal qual Jesus no deserto.Quando Moisés desce do monte, demonstra tanta revolta pelo bezerro fabricado que se ira e quebra as tábuas do mandamento que recebera de Deus. Em um segundo; se distanciou, perdeu a comunhão. Ex 32: 19,20.Deus o fez subir ao mesmo monte e renovar à comunhão. Dessa vez, ao descer, o rosto de Moisés resplandece. Ex34:29.


Se estamos em comunhão com Deus e mesmo assim "fabricamos bezerros", precisamos, imediatamente, restabelecermos a comunhão, subir novamente ao monte, conversar, passar tempo se quebrantando diante de Deus, para que o nosso rosto resplandeça e Ele se agrade de nós.

A voz de Deus em meio ao silêncio

O que os Israelitas não sabiam, era que, o silêncio, a demora de Moisés, significavam Deus trabalhando.


Se verdadeiramente buscamos a Deus com todo o nosso coração, Ele sempre, mesmo em tempos de tribulação, nos conduzirá a lugares seguros. A tribulação, não é silêncio de Deus, mas, Deus falando conosco de uma forma diferente.


Se rejeitarmos os "bezerros" vamos poder ouvir, nos tempos difíceis: "Não temas, porque Eu Sou contigo; não te assombres, porque Eu Sou o Teu Deus; Eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça" Is 40:10.


Todos nós experimentamos do silêncio de Deus, quando isso ocorrer, lembre-se: Não "fabrique bezerros", "suba ao monte".


Citações: Bíblia Sagrada, Almeida J. F, SBTB, corrigida.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

CRISTO ESTÁ NA SUA VIDA??

Você já recebeu Cristo na sua vida? De acordo com Sua promessa em Apocalipse 3:20, onde está Cristo agora? Cristo disse que entraria em sua vida. Ele o enganaria? Como você sabe que Deus respondeu sua oração? (Por causa da fidelidade do próprio Deus e de Sua Palavra.)
A Bíblia promete Vida Eterna

"E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida. Escrevi-lhes estas coisas,a vocês que crêem no nome do Filho de Deus, para que vocês saibam que têm a vida eterna." (1 João 5:11-13).

Agradeça sempre a Deus, porque Cristo está em sua vida e que Ele nunca te deixará (Hebreus 13:5) Hebreus 10:37-39 . Você pode saber que o Cristo vivo habita em você, e que você tem a vida eterna, desde o momento em que o convidou, baseado em sua promessa. Ele não decepciona.


E as emoções...

Não dependa das emoções

A nossa autoridade é a promessa da Palavra de Deus, A Bíblia - e não as nossas emoções . O cristão vive pela fé (confiança) na fidelidade de Deus e de Sua Palavra. O diagrama abaixo, representado pelo trem, ilustra o relacionamento entre fato (Deus e Sua Palavra), fé (nossa confiança em Deus e em Sua Palavra), e emoção (o resultado da nossa fé e obediência) (João 14:21).

FATO > FÉ > EMOÇÃO


A locomotiva correrá com o vagão ou sem ele. Entretanto, seria inútil o vagão tentar puxar a locomotiva. Da mesma forma, nós, como cristãos, não dependemos de sentimentos ou emoções, mas colocamos a nossa fé (confiança) na fidelidade de Deus e nas promessas da sua Palavra.


Agora que você recebeu a Cristo

No momento em que você recebeu a Cristo pela fé, muitas coisas aconteceram, inclusive as seguintes:

Cristo entrou em sua vida (Apocalipse 3:20 ; Colossenses 1:27).
Seus pecados foram perdoados (Colossenses 1:14).
Você se tornou filho de Deus (João 1:12).
Você recebeu a vida eterna (João 5:24).
Você começou a viver a nova vida, para a qual Deus o criou (João 10:10; 2 Coríntios 5:17 ; 1 Tessalonicenses 5:18).
Você poderia pensar em algo mais maravilhoso que lhe pudesse ter acontecido, do que ter recebido Cristo, como seu Salvador? Você gostaria, neste momento, de agradecer em oração, por tudo o que Ele tem feito por você? O próprio ato de agrader a Deus, demonstra a sua fé.

Para desfrutar sua nova vida plenamente...

Sugestões para Crescer na vida Cristã

O crescimento espiritual é o resultado da nossa confiança em Jesus Cristo. "O justo viverá pela fé" (Gálatas 3:11). Uma vida de fé, o capacitará a confiar em Deus de maneira crescente em todos os aspectos de sua vida, e a praticar o seguinte:

Conversar com Deus, através da oração, diariamente (João15:7).

Ler a Palavra de Deus diariamente (Atos17:11); comece com o Evangelho de João.

Obedecer a Deus momento após momento (João 14:21).

Testemunhar de Cristo através de sua vida e suas palavras (Mateus 4:19; João 15:8).

Confiar a Deus cada detalhe de sua vida (1 Pedro 5:7).

Permitir que o Espírito Santo dirija a sua vida diariamente (Gálatas 5:16,17; Atos1:8).


A importância de uma Boa Igreja

A brasa, no braseiro, mantém-se acesa por longo tempo; tirada do braseiro, logo se apaga. O mesmo acontece no nosso relacionamento com os outros cristãos. Se não pertence a uma igreja, não espere até ser convidado. Tome a iniciativa. Entre em contato com o líder de alguma igreja próxima da sua casa, onde Cristo é honrado e a Bíblia é pregada.

MEDITANDO NA PALAVRA

Lucas 16: 19 - 31

Introdução.

- O que é uma parábola? Uma história contada por Jesus para ilustrar uma verdade espiritual
- Outro detalhe: Quando você lê uma parábola, não se detenha nos detalhes, mas sim na lição maior.
- Qual é o assunto de Jesus nesta parábola? Vida na eternidade.
- Duas vidas diferentes, duas mortes diferentes, dois destinos na eternidade, diferentes.
- Dois personagens no texto: Um homem rico, e um pobre, por nome Lázaro. ( Deus é minha ajuda )
- O homem rico; túnica cara e banquetes todos os dias.
- Lázaro; a imagem da mais extrema miséria. Comia restos que caiam da mesa do rico.
- Parece que o homem rico era um bom homem. Pois não mandou Lázaro embora de sua porta.
- Não proibiu Lázaro de pegar os restos de sua mesa.
- "Não foi o que ele fêz que o levou para o inferno, mas o que ele deixou de fazer"
- Vamos tirar 4 lições do texto:

01. Após à morte estaremos conscientes.

- Lucas 16:24, 27 e 28. Só isso é o inferno.
- O prazer de Jesus era exercitar a misericórdia. Mas ele deixa claro aqui o castigo eterno.
- É o único texto que fala sobre emoções que sentiremos depois da morte.

02. O inferno é uma realidade.

- Lucas 16:28. Os que não crêem, quando aprendem a lição já é tarde.
- Se Deus permitisse uma "visita" ao inferno, daqueles que não crêem...
- Voltariam de lá sendo os maiores pregadores do evangelho.

03. É impossível uma segunda chance.

- Lucas 16:26. E o texto de Hebreus 9:27-28 confirma esta verdade.
- A morte é o fim de todos, ricos e pobres.
- Acabou o sofrimento do pobre. Acabaram os banquetes do rico.
- Eclesiastes 3:20

04. É impossível a comunicação entre mortos e vivos.

- Lucas 16:26, 29, 30, 31.
- As escrituras são suficientes para esclarecer sobre a salvação em Cristo Jesus.
- A lição final aqui não é: Deus gosta de pobre e despreza o rico.
- Você já ficou em um lugar, precisando se comunicar com um querido e isso não era possível?

Conclusão.

- Jesus não diz que o homem rico era adúltero, idólatra, homicida, ladrão.
- Diz apenas que ele só pensava nesta vida, aqui na terra.
- Lucas 16:25. "Lembra-te". Isso é o inferno.
- Lucas 16:22. "levado pelos anjos". Mostra o cuidado de Deus para com os salvos.
" seio de Abraão " . Lugar onde estão os salvos.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

MEDITAÇÕES DIÁRIA

Os passos do homem são dirigidos pelo SENHOR; como, pois, poderá o homem entender o seu caminho?

Provérbios 20:24

quinta-feira, 14 de maio de 2009

CORAGEM


CORAGEM:

Coragem! É Necessário Não há nada pior do que perder a coragem.
É a coragem que nos faz viver;
É a coragem que nos faz andar, pois na maioria das vezes
o caminho está cheio de buracos e garranchos.
É a coragem que nos faz crer, pois a fé é a certeza daquilo que esperamos e aprova das coisas que não vemos. (Hb 11.1).
É a coragem que nos faz sacrificar por alguma causa, pois o meu apego a vida, a comodidade e aos bens é estranhado.
Sem coragem não me aproximo de Deus, não professo minha fé em Jesus, não renuncio aos desejos da carne.
O apostolo Paulo em meio à dificuldade ouviu a voz do Senhor dizendo Coragem! Assim como você testemunho a meu respeito em Jerusalém deverá testemunhar também em Roma. (At. 23.11)
Deus não tirou o apostolo da prisão,
Mais alimentou a sua CORAGEM...Medite nisso... Deus pode não tirar você da situação; mais com certeza vai alimentação a sua coragem (fé) e tudo isso para que aprenda a caminha sem depender de outros.

RADIO VIDA ETERNA

SANTA CEIA:






Muitos acreditam que o pão e o fruto da vide, usados na Santa Ceia, representam o corpo e do sangue de Cristo, quando na Bíblia diz que é o corpo e o sangue, e não que representa. O pão é o corpo (MT 26:26) - O fruto da vide é o sangue: (MT 26:28). É logico que o pão não vai se transformar em carne e nem o fruto da vide se transformar em sangue (não é transubstanciação), mas CRISTO faz desses elementos Seu corpo e sangue (e todos devem tomar os dois). Santa Ceia é participar do corpo (pão) e do sangue (fruto da vide) de JESUS CRISTO (a nova aliança). O catolicismo só participa da "hóstia", no lugar da Santa Ceia, e não participam do sangue de CRISTO. Está escrito: • "MT 26:27 - E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele TODOS;" • "JO 6:54 - Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia." • "JO 6:56 - Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele." • "MT 26:26 / MC 14:22 / LC 22:19 E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. MT 26:27 - E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; MT 26:28 - Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados. MT 26:29 - E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai." • 1CO 11:23 - Porque eu recebi do SENHOR o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; 1CO 11:24 - E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. 1CO 11:25 - Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. 1CO 11:26 - Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha." • "JO 6:53 - Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos. JO 6:54 - Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. JO 6:55 - Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida. JO 6:56 - Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele." • 1CO 10:16 - Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo?

TESTE SEUS CONHECIMENTOS

Porta para o Conhecimento


1. O livro mais antigo da bíblia não é o Gênesis, mas Jó. Acredita-se que foi escrito por Moisés, quando esteve no deserto.

2. O primeiro Salmos encontra-se em ll Samuel 1.19-27, uma elegia de Davi em memória a Saul e seu filho Jônatas.

3. O versículo que se encontra no meio da Bíblia é o Salmos 118.8.

4.O único capitulo da bíblia que termina com dois pontos é o Atos 21.

5. Judas foi o único dos doze que não éra galileu.

6. No livro Cantares de Salomão também não aparece a palavra de Deus.

7. As cinco promessas mais inspiradoras da bíblia encontramse em: João 14.23; João 6.37; Mateus 11.28; Salmos 37.4.  

TESTE SEUS CONHECIMENTOS

Quero resposta. responda se souber.

1. Quem foi o avô de Sete?

2. Quem foi a avó de Timóteo?

3. Quem era Jemima?

4. Quem prometeu sacrificar a única filha?

5. Quem era o pai de Zípora?

6. Quem foi o pai de Isaías?

7. Quantas gerações houve de Davi até Jesus?

SEITAS E HERESIAS

Seitas – O que lhe vem à mente quando ouve esta palavra? Talvez você imagine um grupo de pessoas alienadas da sociedade em algum vilarejo longínquo com roupas esquisitas e rituais macabros. 

Infelizmente a verdade é bem diferente do que se pensa. Elas estão em toda parte da sociedade e se alastram como epidemia. Não escolhe posição social, raça ou credo. Estão entre as camadas pobres e também entre a elite social. Muitos artistas são verdadeiros cartões postais das seitas, que através dos meios de comunicação entram em nossos lares e difundem seus ensinamentos.. Quase sempre aparecem na TV um ou outro artista famoso falando sobre os “benefícios” da Meditação Transcendental, de “poder” dos cristais ou indicando seu guru favorito, e tudo isso fundamentado nos moldes “novaerensense”(relativo a Nova Era). Atualmente calcula-se que existam no mundo mais de 10.000 seitas e cada ano que passa surge mais uma com doutrinas e ensinamentos contrários à Palavra de Deus, levando mais e mais pessoas para o engodo satânico da religião. A virada do milênio fornece um clima propício para o fanatismo religioso que parece não ter fim. O próprio Senhor Jesus Cristo já havia profetizado à este respeito quando disse que nos finais dos tempos apareceriam falsos cristos e falsos profetas e enganariam a muitos. E o que temos visto é exatamente isto; engano, falsidade e corrupção entre esses movimentos. Seus líderes são verdadeiros carrascos, impondo o medo, controle espiritual e psicológicos sobre seus adeptos, que recebem uma verdadeira lavagem cerebral. Suas organizações são verdadeiros impérios financeiros, muitas vezes construído com dinheiro ilícito de fontes obscuras e ilegais. Mas o que os fascinam mesmo, é o poder e o dinheiro, e para conseguí-los, não medem esforços, chegando a empregar até mesmo a violência. A proliferação religiosa hoje, é um fenômeno que recebe cada vez mais atenção, dos teólogos, sociólogos e psicólogos que estão perplexos diante da caótica situação religiosa do nosso mundo. As seitas constituem atualmente um grande desafio para a Igreja de Cristo sobre a face da Terra. Pregando uma falso evangelho com falsas promessas, elas conseguem arregimentar um grande número de pessoas para as suas fileiras e o perigo não é só do ponto de vista teológico, mas também público, já que trazem com o seu “modus vivendi”(modo de viver) um grande transtorno para a sociedade de modo geral. Há seitas que proíbem a transfusão de sangue, uso de anticoncepcionais para o controle da natalidade, que sirvam as forças armadas, que votem, que trabalhem em determinado dia da semana, etc... 

É só lermos os jornais e revistas ou ligarmos a TV e encontraremos manchetes tais como: “Adeptos Da Seita “X” Cometeram Suicídio Coletivo”. De fato, notícias como esta não são raras hoje em dia. 

Quem não se lembra do caso “Jim Jones” em 1978? Esse líder fanático que se intitulava “pastor”, e possuía guarda costas chamados de “anjos”, levou aproximadamente 900 pessoas ao suicídio na Guiana. 

CRONOLOGIA DE SUICÍDIOS ENTRE AS SEITAS 



Vamos mostrar agora o que tem acontecido nos últimos anos entre estes movimentos e o fim macabro que tiveram. 

1993 – Oitenta seguidores da seita, “Ramo Daviniano”, morreram carbonizados. 

1993 – Cinqüenta e três pessoas de uma vila do interior do Vietnã, cometeram suicídio coletivo. 

1994 – Cinqüenta e três membros da seita “Ordem do Templo Solar”, cometeram igualmente suicídio coletivo. 

1995 – A seita japonesa “Ensino da Verdade Suprema” provocou um atentado com gás tóxico no metro de Tóquio, matando dez pessoas e ferindo cerca de cinco mil. 

1997 – A seita americana “Porta do Céu” cometeu suicídio coletivo, o saldo de mortos chegou a trinta e nove pessoas. 

2000 – Cerca de oitocentas pessoas que estavam envolvidas com a seita “Movimento Pela Restauração dos Dez Mandamentos” morreram carbonizadas na sede da seita em Uganda na África. Antes de cometerem o suicídio o líder da seita os incentivou a abandonar os seus bens, pois iriam se encontrar com a virgem Maria. Pelo jeito o único mandamento que a seita não quis restaurar foi o “Não Matarás”. 

Estes são só alguns exemplos, dentre muitos, que não caberia nesse artigo por falta de espaço, mas com certeza já deu para perceber que o perigo das seitas já está virando uma questão para as autoridades públicas se preocuparem. Felizmente muitos governos já estão tomando providências nessa questão. Talvez você esteja raciocinando neste momento: “Eu nunca participaria de tais movimentos”. Será? É possível que você faça parte de uma seita e não saiba, talvez não tão perigosa como as citadas acima, mas perigosa do ponto de vista espiritual e teológico. Não são só as seitas exóticas como as da África que oferecem sacrifícios humanos, ou as apocalípticas de Marshal Applewhite (Porta do Céu) que precisamos nos preocupar. Existem aquelas que estão talvez perto de sua casa, que aparentemente são inofensivas, que são classificadas até mesmo de “cristã”, quem sabe você conheça um amigo ou parente que faça parte dela, essas não deixam de ser também perigosas. 

DEUS RENOVA TUAS FORÇAS.





http://www.joaowerner.com.br/images/rural/semeador.htm

PINTURA DIGITAL DE JOÃO WERNER

"Quando se acabam as forças, Deus renova"


O CULTIVADOR Havia um homem que cultivava a terra, a plantar um trigal. Trabalhava do amanhecer ao por do sol. Então, juntava-se à família para o aconchego da esposa e filhos. Houvesse sol, chuva, vento, frio ou calor, lá estava ele. Aquilo interessou um viajante que ali transitava com regularidade. Certo dia, perguntou: "Bom homem, está velho e cansado. Por que não descansas dessa lida tão rude ? "Não posso, amo a terra e meu trabalho. Por estar velho devo apressar-me. Tenho pouco tempo e muito a fazer". O viajante olhou o imenso trigal balançando ao vento e comentou: " a terra recompensa teu amor. O trigal está maravilhoso. Será produtiva a colheita.". " Apenas planto. Minha mulher e meus filhos é que colherão". O viajante ausentou-se por vários meses. Retornando, encontrou o homem no trigal, numa tarefa fria, sem sol. O viajante se aproximou e viu-o cansado, envelhecido e triste. Vestia-se de luto. " Perdeste algum querido ?" "Perdi, toda a minha família. Em poucas semanas, se foram, devorados por febre malígna. Fiquei só." O viajante comoveu, "Por que continuas nesta tarefa cansativa ? Já não tens mais quem colha os frutos." "Ah, senhor isto não me preocupa. Prosseguirei plantando. Quem necessita, virá colher o trigo farto. E são tantos os que têm necessidades". Surpreso pelo desprendimento do camponês, o viajante concluiu: "Tens razão, bom homem. Oxalá fossem muitos como tu, a plantar sem esperar a colheita". Planta a boa semente do Senhor, sabendo que outro regará e colherá. O importante é plantar a palavra de vida e salvação.

ESPERANDO:



E
sperando...


Talvez você esteja vivendo um momento em que tudo esteja parecendo contrário ao que Deus lhe prometeu, e sinta-se como Abraão, literalmente esperando contra a esperança, porque suas limitações físicas, emocionais, intelectuais, financeiras, dizem não ao que o Senhor revelou. Quem sabe, identifique-se mais com José. Deus lhe deu sonhos maravilhosos, mas, ao acordar, viu-se diante de uma realidade que é um pesadelo. Você foi traído por quem confiava, jogado em uma “cova”, ficou “vendido” diante do opressor. Ainda foi caluniado, e agora se sente preso a uma situação terrível, enquanto se pergunta: “O que fiz para merecer isso? Quando vou sair daqui? Deus se esqueceu de mim? Entendi direito o que Ele prometeu?” Ou ainda, como Moisés, talvez você tenha nascido sob um decreto de morte. Sua vida foi preservada por Deus, mas você foi criado no mundo, na casa do inimigo. Depois que cresceu, conheceu a verdade sobre Jesus, saiu do “Egito”, e anseia pelo dia em que verá os seus também libertos. Mas, por enquanto, tudo que vê é um deserto. Você pensa que Deus se esqueceu de você e de seu povo ou sente-se impotente diante do chamado dEle: “ide e pregai boas novas aos mansos, restaurai os contritos de coração, proclamai liberdade aos cativos e abertura de prisão aos presos; anunciai o ano aceitável do Senhor; os sinais seguirão os que crêem”.
Quando pensamos em como Deus preparou Moisés, José e Abraão, e como agiu através deles, percebemos que o Senhor tem meios estranhos para realizar suas infalíveis promessas. Quem pensaria que esses três heróis da fé estavam sendo preparados para vitória com uma sucessão de aparentes derrotas? Ah, a olaria de Deus! Como os sofrimentos foram necessários para dar a eles a estrutura de que precisavam para cumprir os propósitos divinos, abençoar outros e não perder a bênção que lhes estava destinada!
Gostamos de sentir que temos o controle da situação, de saber o que nos espera, para agirmos a respeito. Temos medo de sermos levados para onde não queremos, porque não compreendemos os propósitos eternos de Deus. Isso é o que mais assusta no cristianismo. Todas as convenções contrariadas, a gente seguindo na contra-mão do mundo. Ao mesmo tempo, a voz de Deus dentro de nós dizendo que estamos no caminho certo, que veremos o desejo do nosso coração realizado e ficaremos felizes, se tão-somente obedecermos ao Deus nada convencional, que escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; as coisas fracas, para confundir as fortes; as coisas vis e as que não são, para confundir as que são (1 Co 1.27,28).
Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para conhecer o que nos é dado gratuitamente [...] o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido (1 Co 2.12,15). Então, apesar das circunstâncias, apesar da dor, das dificuldades ouça a voz de Deus a dizer: “Vou realizar seu sonho, apesar dos seus tropeços, das suas limitações, da inveja dos irmãos, das covas, dos inimigos, das tentações, das prisões. A despeito de corações endurecidos, de você sofrer vendo seu povo aflito, de haver um mar à frente, depois um deserto a atravessar e tantos inimigos, você vencerá e conquistará a promessa. Você possuirá o que é seu por herança, porque Eu, por graça, já possibilitei tudo”.
Enquanto você se pergunta “onde está o meu riso?”, saiba que o que lhe for dado por Deus não poderá ser tirado, que Ele é o Deus que vivifica os mortos e chama a existência as coisas que não são como se já fossem (Rm 4.17). Quem sabe a seu respeito também poderá ser dito: o qual, em esperança, creu contra a esperança, e isso lhe foi imputado como justiça, e não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus; e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para fazer. Pelo que isso lhe foi também imputado como justiça (vv.18, 20,21). Jesus é a garantia da sua vitória. Ouça o que Ele diz: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus (Jo 11.40). Creia, irmão, e você verá que Deus é fiel e cumpre todas as suas promessas por Cristo Jesus!

DEMONSTRE O SEU AMOR






Demonstrar o amor é uma forma de deixar a vida transbordar dentro do próprio coração.
A maioria das pessoas estabelece datas especiais para manifestar o seu amor pelo outro: é o dia do aniversário, o natal, o aniversário de casamento, o dia dos namorados.


Para elas, expressar amor é como usar talheres de prata: é bonito, sofisticado, mas somente em ocasiões muito especiais.


E alguns não dizem nunca o que sentem ao outro. Acreditam que o outro sabe que é amado e pronto. Não é preciso dizer.
Conta um médico que uma cliente sua, esposa de um homem avesso a externar os seus sentimentos, foi acometida de uma supuração de apêndice e foi levada às pressas para o hospital.


Operada de emergência, necessitou receber várias transfusões de sangue sem
nenhum resultado satisfatório para o restabelecimento de sua saúde.


O médico, um tanto preocupado, a fim de sugestiona-la, lhe disse: pensei que
a senhora quisesse ficar curada o mais rápido possível para voltar para o s
eu lar e o seu marido.


Ela respondeu, sem nenhum entusiasmo:
- O meu marido não precisa de mim. Aliás, ele não necessita de ninguém.
Sempre diz isto.
Naquela noite, o médico falou para o esposo que a sua mulher não queria
ficar curada. Que ela estava sofrendo de profunda carência afetiva que
estava comprometendo a sua cura.


A resposta do marido foi curta, mas precisa:
- Ela tem de ficar boa.
Finalmente, como último recurso para a obtenção do restabelecimento da
paciente, o médico optou por realizar uma transfusão de sangue direta. O
doador foi o próprio marido, pois ele possuía o tipo de sangue adequado para
ela.


Deitado ao lado dela, enquanto o sangue fluía dele para as veias da sua
esposa, aconteceu algo imprevisível.
O marido, traduzindo na voz uma verdadeira afeição, disse para a esposa:
- Querida, eu vou fazer você ficar boa.
- Por que? Perguntou ela, sem nem mesmo abrir os olhos.
- Porque você representa muito para mim.
Houve uma pausa. O pulso dela bateu mais depressa. Seus olhos se abriram e
ela voltou lentamente a cabeça para ele.
- Você nunca me disse isso. 
- Estou dizendo agora.
Mais tarde, com surpresa, o marido ouviu a opinião do médico sobre a causa
principal da cura da sua esposa.
Não foi a transfusão em si mesma, mas o que acompanhou a doação do sangue
que fez com que ela se restabelecesse. As palavras de carinho fizeram a
diferença entre a morte e a vida.


.............................................................................................................................................
É importante saber dizer: amo você! O gesto carinhoso, a palavra gentil
autêntica, a demonstração afetiva num abraço, numa delicada carícia
funcionam como estímulos para o estreitamento dos laços indestrutíveis do
amor.


É urgente que, no relacionamento humano, se quebre a cortina do silêncio
entre as criaturas e se fale a respeito dos sentimentos mútuos, sem vergonha
e sem medo.


A pessoa cuja presença é uma declaração de amor consegue criar um ambiente
especial para si e para os que privam da sua convivência.


Quem diz ao outro: eu amo você, expressa a sua própria capacidade de amar,
mas também, afirmando que o outro é amado, se faz amar e cria amor ao seu
redor.

DESENVOLVENDO A COMPAIXÃO:

Desenvolver uma capacidade de compaixão pelos outros 

II Co 1.4-5 – Esse texto nos ensina algumas verdades acerca do sofrimento: É Deus quem nos conforta no sofrimento – No mundo, nós, que somos cristãos, sempre vamos passar por tribulações (Jo 16.33). Todavia, com Deus esse estado de miséria é aliviado. Por essa razão, no verso 3 Deus é chamado de “o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação”. Deus está sempre disposto e é totalmente poderoso para nos consolar e nos confortar em nossos momentos de angústia e dor.

É Deus que nos capacita para confortar no sofrimento de outros – O sofrimento é uma excelente escola, onde aprendemos a consolar e confortar as pessoas da mesma maneira como Deus o faz. Nós, seres humanos, somos diferentes de Deus: Enquanto Ele conhece todas as coisas sem nunca as ter experimentado, nós só conseguimos aprender a fazer algo através da experiência. Nunca aprenderemos a confortar pessoas a menos que passemos pelo sofrimento e recebamos o conforto divino. Se o próprio Jesus teve de aprender a obedecer pelas coisas que sofreu, tendo de experimentar o sofrimento e a tentação para poder socorrer os que são tentados (Hb 2.8), quanto mais nós temos de aprender na prática sobre a consolação divina para podermos consolar os que estão sofrendo.

Deus enviou Cristo para que a nossa consolação transborde por meio dEle – Paulo também aprendeu a glorificar o merecedor de todas as graças que recebemos de Deus. Como recebemos a capacidade de consolar, temos de aprender a glorificar a Cristo, porque toda a nossa capacidade de confortar é transbordada por meio de Cristo.

QUEM PODERÁ????

Quem Poderá Lançar Repreensões ? 
Se os teus caminhos são retos. 
Dia após dias procura 
Fazer o bem: 
Aos olhos de Deus 
E aos teus semelhantes. 
Em oposição à palavra destruidora 
E à sanha do maligno, 
Luta. 
É este, que teima em usar pessoas 
Para afrontar, desanimar, 
Desviar do Senhor. 
Anda envolto 
Em um manto de Amor e de Esperança. 
Nada pode cogitar a tua queda. 
Tem ao teu lado 
Jesus Cristo. 
É quem nos fortalece; 
Nos livrou da lei do pecado 
E, em nós, imprimiu a lei da vida. 
Por vezes, andamos na carne 
Inclinados para a morte. 
Por sermos Espíritos 
Pendemos para a Vida e Paz; 
Para obter Amizade Eterna, 
Com O Pai, 
DEUS; 
Para doar Amor aos corações, 
Com o Consolador, 
Espírito Santo; 
Para testificar da Redenção. 
Com O Filho Amado: 
Jesus Cristo. 
Quem Por Nós Ressurgiu e Pelo Qual Recebemos A Salvação.

“Agora, Pois, Já Nenhuma Condenação Há Para Os Que Estão Em Cristo Jesus”. Rm 8.1

PROPÓSITOS DE DEUS NA TUA VIDA:

Os propósitos de Deus no sofrimento do homem 
Eclesiastes 3.1

A Bíblia afirma que (...) há tempo para todo o propósito debaixo do céu (Ec 3.1). Não há acasos; Deus tem um propósito para cada acontecimento. Sendo assim, nós não podemos imaginar que Deus não tem propósitos para o sofrimento. Nem mesmo o sofrimento humano acontece por acaso.

1 – PROPÓSITOS DO SOFRIMENTO ENTRE OS ÍMPIOS

Manifestar o caráter santo de Deus Salmo 107.17 – Esse texto afirma que os ímpios serão afligidos por causa dos seus pecados. As dores e as angústias sobrevêm aos incrédulos como conseqüência das suas transgressões. Há pessoas que vivem com o coração longe de Deus, se afundam nas suas iniqüidades e que, quando sofrem, perguntam-se: “Por que eu tenho sofrido tanto?” Deus, por causa de Sua própria santidade, além de abominar o pecado não pode ficar impassível diante de práticas pecaminosas. Assim, Ele age permitindo o sofrimento àqueles que vivem na prática do pecado.

Promover a prática da justiça

Is 26.9 – O sofrimento que Deus permite aos ímpios tem por objetivo levá-los a aprender a viver uma vida reta. Uma das maneiras de se levar uma pessoa ímpia a viver uma vida correta é aplicando-lhe uma penalidade. A manifestação da justiça de Deus tem um efeito saudável dentro da sociedade, pois as pessoas começam a andar em retidão pelo medo da “punição”.

2 – PROPÓSITOS DO SOFRIMENTO ENTRE OS CRISTÃOS 

Levar o crente de volta ao caminho correto Pv 3.11-12 – A dor é o “megafone” que Deus usa para fazer o “surdo” ouvir o que Ele tem a dizer. Quando estamos enfrentando dores e sofrimentos, devemos pedir a Deus para nos mostrar o caminho correto a seguir, para ajudar-nos em nossa conduta, fazendo-nos voltar para o caminho da retidão. Além do mais, é necessário compreender que esse tipo de ação permissiva de Deus (dor e sofrimento) não é sinal de que Ele nos abandonou. Pelo contrário, é sinal de que Ele nos ama, desejando nos levar a andar no melhor caminho: o caminho da vida.

NÃO POSSO ESCONDER

“Não posso esconder que minha fé, minha confiança em Deus, minhas convicções, minhas certezas, minha esperança, meu ânimo, meu entusiasmo, minha alegria, vem da palavra do Senhor.”

“Andei vagando como ovelha perdida; vem em busca do teu servo, pois não me esqueci dos teus mandamentos”. 
Salmos 119.176 
O Salmista soltou a sua voz e falou que se desprendeu do pastor e das ovelhas, não passou aquela noite no aprisco e se perdeu. A experiência não foi boa. Teve saudade das verdes pastagens e das águas tranqüilas, da vara e do cajado do pastor, da mesa farta e do cálice transbordante, da unção com óleo, da bondade e da fidelidade diárias do Senhor. Então fez esta oração.

Em muitas situações a sensação de medo é humanamente. Só pode ser superada depois de uma crescente e bem elaborada comunhão com Deus. Esse relacionamento gera um conhecimento cada vez maior do Senhor e torna a nossa confiança nele muito maior e mais real. O medo vai desaparecendo naturalmente, sem a necessidade de um esforço maior. 
Só por causa da certeza da presença de Deus e do conhecimento de seus atributos podemos dispensar o medo. “Porque o Senhor é o escudo que me protege, não me assustam os milhares que me cercam.” (Sl. 3.6). 
O medo e a Fé não se suportam. Um sempre expulsa o outro.

Medite nestas palavras. 

AS VIÚVAS A LUZ DA BÍBLIA

As Viúvas à Luz da Bíblia

I Timóteo 5; 3-16

01 – As verdadeiras viúvas

Quem São:

• Devem ter mais de 60 anos – v. 9;
• Devem ter sido esposa de um só marido – v. 9b;
• Devem ter sido aprovadas em boas obras – v. 10;
• Devem ter criado filhos – v. 10b;
• Devem ter exercido a hospitalidade – v. 10c;
• Devem ter vivido uma de vida humilde – v. 10d.

O que precisam:

• Devem ser honradas – v. 3;
• Devem esperar em Deus v. 5;
• Devem perseverar em súplicas e orações dia e noite – v. 5b.

02 – As falsas viúvas

Quem são:

• Aquelas que vivem em prazeres – v. 6;
• Aquelas que são levianas – v. 11;
• Aquelas que violaram a fé e se entregaram a Satanás – vv. 12; 15;
• Aquelas que ociosas, fofoqueiras – v. 13.

03 – As viúvas novas – v. 14

• Devem se casar novamente;
• Devem ter filhos;
• Devem dirigir suas casas;
• Devem dar bom testemunho e não dar ocasião ao diabo.

04 – As viúvas que têm família

• Devem ser sustentadas pela sua família para não sobrecarregar a Igreja – vv. 4; 16;
• Revelam oportunidade para os familiares exercerem a piedade – v. 4;
• Revelam os verdadeiros cristãos – v. 8

sábado, 9 de maio de 2009

SERÁS ABENÇOADO




NÃO PERCA A HORA:


relojes web gratis

JESUS CHEGOU NA TUA VIDA... ABRA A PORTA

O SEGREDO


"Aprendi o segredo de viver contente." - Filipenses 4:12 NVI

Michael Drosnin escreveu um livro sobre um homem que queria riquezas e
construiu um dos maiores impérios financeiros do seu tempo. Ele
queria mais prazer, então pagou para ter as mulheres mais glamorosas
que podia comprar. Queria mais aventura, bateu recordes de velocidade no
ar, construiu e pilotou a aeronave mais exclusiva do mundo. Queria mais
poder e adquiriu uma influência política de dar inveja. Queria
mais glamour, comprou estúdios de cinema e cortejava as estrelas.
Drosnin conta como a vida daquele homem terminou:"Era uma figura
gótica, pronta para o túmulo. Emaciado, com apenas 55kg, uma
estrutura franzina... barba fina e desordenada que descia até o seu
peito magro, unhas longas e repugnantes em espirais amarelas
grotescas... seus dentes eram pedaços negros apodrecidos. Um tumor
começava a surgir do lado da sua cabeça... inúmeras marcas de
agulhas... Howard Hughes era um viciado. Um drogado bilionário."

A questão é: se Hughes tivesse feito mais um negócio, ganho
outro milhão e experimentado mais uma emoção, teria ficado
satisfeito? Iludimo-nos quando achamos que quanto mais satisfação
usufruirmos mais satisfeitos ficaremos. Não funciona assim. Dar tudo
que uma criança quer destrói sua iniciativa e embota o seu senso
de gratidão e contentamento. Você não acha interessante que
Paulo, o homem que escreveu "Aprendi o segredo de viver contente"
também tenha escrito, "Dai graças em toda e qualquer
circunstância, porquanto essa é a vontade de Deus em Cristo Jesus
para convosco"(1Ts 5:18 KJV)?

Voce não pode transformar a si mesmo em uma pessoa mais grata e
satisfeita, mais pode orar por isso e abrir seu coração para que isso
aconteça.

Ele nos reconciliou...

"Deus... nos reconciliou consigo mesmo por intermédio de Cristo."- 2Coríntios 5:18

Tim Miller escreveu:"Minha filha Jennifer de nove anos, estava aguardando ansiosa o feriado que passaríamos em família. Mas ela adoeceu e o dia tão esperado no Sea World foi substituído por uma longa noite com uma série de tomografias computadorizadas, raios-x e exames de sangue no hospital. Quando amanheceu, o médico disse a minha garotinha exausta que ela precisaria fazer mais um exame, uma punção lombar. Seria doloroso, disse ele e perguntou-me se eu pretendia ficar na sala. Acenei com a cabeça. Não poderia deixar Jennifer durante aquela experiência difícil. Ele então pediu gentilmente a ela que tirasse as suas roupas. Minha filha olhou para mim como se perguntasse se estava tudo bem. Pediram que se curvasse, enrolando-se como uma bolinha. Enterrei minha cabeça na dela e abracei-a. Quando a agulha entrou, Jennifer chorou. À medida que a dor aumentava, ela soluçava "Papai, papai, papai", sua voz ia se tornando cada vez mais ardente a cada palavra. Era como se ela estivesse dizendo:' Por favor, papai, você pode fazer alguma coisa?' Minhas lágrimas se misturaram às dela.. Meu coração estava partido. Eu sentia náuseas. Por amá-la, eu estava permitindo que ela passasse pela experiência mais agonizante de sua vida. No meio daquela punção, meus pensamentos viajaram até à Cruz. Que dor o Pai e o Filho passaram - por amor a nós.

Por causa da Cruz temos: (1) Reconciliação. "Deus ... nos reconciliou consigo mesmo". (2) Regeneração. "Fostes regenerados"(1Pe 1:23 KJV). (3) Ressurreição. "Todo aquele que... crer... Eu o ressuscitarei no último dia"(Jo 6:40).

MEDITE NELE:

Esse é o verdadeiro sentido da vida...

HOMENZINHO TORTO

UM VÍDEO MUITO ENGRAÇADO... Assista.

terça-feira, 5 de maio de 2009

FERMENTO DOS FARISEUS:

esus advertiu os discípulos do fermento dos Fariseus e Saduceus com grande razão. Se os discípulos sentiam satisfeitos consigo mesmos, se os dons extraordinários fizessem eles pensar mais de se mesmos do que deviam, de ser auto-suficientes por serem escolhidos a mão por Jesus e ajuntados na primeira igreja do Senhor, e de pensar que tudo isso era por ter algo de mérito em si mesmos, eles seriam inúteis para a obra. Se eles ficassem cheios de si mesmos por terem a confissão correta que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus vivo, ou seja, o alicerce da igreja, eles tornariam inúteis para o povo, desagradáveis a Deus e fedorentos à causa de Cristo. Com grande razão Cristo advertiu os discípulos do fermento dos Fariseus e Saduceus. Com grande razão somos advertidos pelo que lemos nas Escrituras. Confie nas Escrituras! Não creia no seu próprio coração.

Cristo é a Páscoa que foi sacrificado pelos pecadores. Uma característica dos lares dos judeus na festa da páscoa era de ser limpos de toda e qualquer fermento (Ex. 12. 15-20). Esta cerimônia representava Cristo, sem pecado, sem mancha, sem ruga, um sacrifício puro e justo no lugar do impuro e injusto (I Co. 5.7; I Pedro 3.18). Para entrar-mos em Cristo é necessário ser lavado pelo Seu sangue, ser vestido com a Sua justiça. Por isso a nossa mensagem é arrependei-vos do pecado, crendo pela fé em Cristo Jesus. Seja advertido do fermento dos fariseus e saduceus que diz: Aparências valem tudo! Você é o que você aparenta! Tal atitude leva a condenação.

O Cristão precisa ser constantemente purificado do fermento velho. Como o fermento está em todo lugar no ar, fermentando o pão naturalmente e provocando as alergias que muitos têm dele, também as influencias que estimulam a exaltação da carne está em todo lugar. O Cristão constantemente ser sondado pelo Espírito Santo usando a Palavra de Deus, e purificado pela confissão daquilo que o Espírito Santo mostra-lhe pela sondagem da Palavra, para ser aquela nova massa que Deus deseja. Não é aparência que agrada o Senhor mas a substância, a verdadeira vida nova de Cristo vivendo nas vidas, orações, e testemunhos dos Cristãos.

Convém que lembrem-se desta advertência. Não é agradável a Deus que sejam satisfeitos com as tapinhas nas costas, o favor do povo, as posições na igreja ou na sociedade religiosa. Seja acautelados dessas coisas pois isto é o fermento dos Fariseus e dos Saduceus! Tenha substância, ou seja, o próprio Cristo como Salvador! Tenha a verdadeira santificação que vem pela obediência pessoal da Palavra de Deus como alvo! Pode ser que o homem olhe ao lado exterior mas Deus vê o coração. Tanto vê quanto julga. Cuide-se!

Um pouco de fermento leveda toda a massa. Portanto tome cuidado com as coisas pequenas.

Pouca meditação de assuntos alheiros, da concupiscência, de maldade, malícia, vingança, ou ganância logo influencia as nossas ações em serem pecaminosas (Mt 15.19-20; Tg 3.13-16).

Palavras que parecem pequeninas podem separar grandes amigos - Pv 18.19, “O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte; e as contendas são como os ferrolhos de um palácio.” Um momento de descuido nas palavras podem destruir bons costumes que levou meses e anos para construir (I Co 15.33, “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes”). Para ser munido contra tais corrupções pelas palavras, faz que sejam poucas as palavras e os seus comentários sim, sim e não, não (Mt 5.37; Tg 1.19, “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.”; 5.12, “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação.”).

Um pouca de impureza numa vida somente faz que uma família seja destruída (Esaú e José são exemplos disso – Gn 27; ou Aça é exemplo de como uma pessoa pode permitir somente um pouco de desobediência na sua vida que destrua a família toda – Js 7). Por um pouco de fermento numa vida, uma igreja pode ser enfraquecida. Um pouco de abrir mão da doutrina, da prática, uma coisa mínima para agradar um irmão ou uma irmã, pode fazer que Cristo seja no lado de fora batendo a porta e aconselhando arrependimento e a volta ao primeiro amor (I Co 5.1-7).

segunda-feira, 4 de maio de 2009

O FERMENTO DOS FARISEUS:

Mateus 16.5-12
Introdução

O fermento é presente em todas as nossas vidas, tanto figura quanto literalmente.

Literalmente sabemos que o fermento, mesmo invisível, é presente. O padeiro quando quer fazer pão italiano faz uma massa sem fermento e deixa descansar no ar livre para ser fermentado naturalmente. O fermento no ambiente e no ar livre é suficiente para que a massa do pão italiano cresça. Assim prova que o fermento está em todo lugar.

Figurativamente sabemos que o fermento está em todo lugar pois o homem, com a sua natureza pecaminosa, junto com seu coração enganoso, está junto dele em todo lugar que ele for. Entenderemos melhor como o homem é igual ao fermento, logo logo.

O Significado da Palavra "Fermento"

A palavra “fermento” aparece treze vezes no Novo Testamento como substantivo e quatro vezes como verbo. Outras nove vezes as palavras “pães azimos”, ou seja, pão não fermentado estão usadas no Novo Testamento.

A Natureza do Fermento

A natureza do fermento, tanto literal quanto figurativamente, aumenta o tamanho de algo. A aparência é feita maior, aparecendo melhor e mais valioso. Todavia, o aumento que o fermento faz em algo não é um aumento de substância. A massa não está acrescentada. Se pesássemos a massa do pão antes de ser fermentada e anotássemos o peso, e, depois de ser fermentada, a massa fosse pesada novamente, creio eu, o peso do pão fermentado seria muito semelhante ao peso da massa antes de adicionar o fermento. O fermento faz que a massa enche-se mas não com substância. O efeito do fermento no pão é bom para o pão, mas não é bom como qualidade para os Cristãos.

No nosso texto Jesus advertiu os seus discípulos de acautelai-vos do fermento dos Fariseus e dos Saduceus. Os discípulos não perceberam a razão da advertência. Vamos entender um pouco mais sobre o fermento no uso Bíblico para que possamos acautela-nos deste fermento.

O Fermento nas Escrituras

I Co. 5.6-8 – ‘fermento velho’ representa o tempo de estar dominado pelo pecado; viver segundo as concupiscências dos olhos, da carne, do soberba da vida.

Gl. 5.7-9 – fermento usado no contexto daquilo que impede o crescimento espiritual.

Mt 16.5-12 – nosso contexto o fermento é usado para representar a carnalidade entre os que líderes religiosos.

Ex 12.15-20 – A instituição da Páscoa quando o fermento é tirado das casas por sete dias (v. 19), / I Co. 11.17-30 – A instrução da Ceia do Senhor com admoestações de não comer indignamente, ou seja com pecado reinando na vida.

Mt. 13.33 – O Reino de Deus tem os que dizem ser ‘filhos do Reino’ mas são somente ‘filhos’ em aparência.

Acautelai-vos do Fermento dos Fariseus e Saduceus – A Sua Doutrina, Vista na Prática

Jesus estava advertindo os Seus discípulos da doutrina dos Fariseus (v. 12). Os Fariseus e os Saduceus confiaram muito em aparências. Para eles “Tanto maior que aparenta, melhor”. Pensaram: Maior o conhecimento das Leis e da Historia judaica, então maior o seu valor. Tanto mais correções eles poderiam derramar os outros, mais a aparência da sua própria retidão fosse assumida. Tanto mais publico o seu senso de devoção, mais perto parecia o seu andar perto diante de Deus. Mais branco as suas vestes, maior santidade quiseram aparentar. Maior o numero de vitórias nos debates, melhores esperavam evidenciar. Mas tudo isso Jesus quis advertir e acautelar os Seus discípulos para que não se assemelhassem a eles.

Os Fariseus e os Saduceus com toda a cerimônia gloriosa, a tradição rígida e o conhecimento detalhado, não eram proveitosos para real edificação ou para a evangelização da verdade. Se estufaram pelas suas astúcias e aparências e, nisso, deixaram de ter substância, ou seja, deixaram de ser úteis, de ser luz para os que andam em trevas.

Os Saduceus e os Fariseus, agindo com o seu maldito fermento, não tinham como ajudar os outros entrar no caminho estreito e nem poderiam ajudar-se a si mesmos a conhecer Cristo. Eram cheios de si mesmo ao ponto não enxergar a sua necessidade de um Salvador.

Tanto mais fermento, mais rejeição da Verdade. Estes que eram cheios de religião e auto justiças foram os próprios homens que em poucos meses enviaram uma grande multidão com espadas e varapaus para prender Jesus e leva-lo à casa do Sumo Sacerdote Caifas (Mt. 26.47-57).

AS PRIMEIRAS ESCRITURAS IMPRESSAS

As Primeiras Escrituras Impressas

Na Alemanha, em meados do Século 15, um ourives chamado Johannes Gutemberg desenvolveu a arte de fundir tipos metálicos móveis. O primeiro livro de grande porte produzido por sua prensa foi a Bíblia em latim. Cópias impressas decoradas a mão passaram a competir com os mais belos manuscritos. Esta nova arte foi utilizada para imprimir Bíblias em seis línguas antes de 1500 - alemão, italiano, francês, tcheco, holandês e catalão; e em outras seis línguas até meados do século 16 - espanhol, dinamarquês, inglês, sueco, húngaro, islandês, polonês e finlandês.

Finalmente as Escrituras realmente podiam ser lidas na língua destes povos. Mas essas traduções ainda estavam vinculadas ao texto em latim. No início do século 16, manuscritos de textos em grego e hebraico, preservados nas igrejas orientais, começaram a chegar à Europa ocidental. Havia pessoas eruditas que podiam auxiliar os sacerdotes ocidentais a ler e apreciar tais manuscritos.

Uma pessoa de grande destaque durante este novo período de estudo e aprendizado foi Erasmo de Roterdã. Ele passou alguns anos atuando como professor na Universidade de Cambridge, Inglaterra. Em 1516, sua edição do Novo Testamento em grego foi publicada com seu próprio paralelo da tradução em latim. Assim, pela primeira vez estudiosos da Europa ocidental puderam ter acesso ao Novo Testamento na língua original, embora, infelizmente, os manuscritos fornecidos a Erasmo fossem de origem relativamente recente e, portanto, não eram completamente confiáveis.

Fonte: http://www.sbb.org.br

COMENTE

AS MAIS LIDAS:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTES RECENTES