POSTAGENS MAIS RECENTES DO BLOG

SIGA-NOS NO FACEBOOK

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

MENSAGEM PARA DESPERTAR



Gostei desta mensagem; e quero compartilhar com você, ENCONTRARÁ OUTRAS TAMBÉM MUITO BOAS AQUI NESTE ENDEREÇO: http://www.despertai.org/site/ 


 M
ENSAGEM PARA DESPERTAR






O Reino de Deus

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo." - (Romanos 14:17)
Quando Paulo disse: “O reino de Deus não é bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo”, ele determinou em quê se resumia a Boa Nova que o Filho de Deus trouxe do céu gratuitamente aos que Nele cressem. Bastaria esse corolário para por fim à multidão de sandices a que assistimos todos os dias nos canais televisivos, onde determinados personagens insistem em dizer que Deus está pronto para dar riquezas, poder e as glórias desse mundo a quem disso estiver precisando. Mas quem conhece as Santas Escrituras? A ignorância é a arma do inimigo. Vivemos num tempo semelhante ao que antecedeu a Reforma Protestante, onde o Reino de Deus era vendido a qualquer preço. Era o tempo das indulgências, e para se livrarem do pecado, os homens compravam títulos de perdão, fornecidos pela igreja Católica a um valor qualquer. Tendo sido procurado para opinar a respeito desse método canhestro de se livrar dos males cometidos, Martinho Lutero, o reformador protestante, disse que aqueles papéis comprados a peso de ouro não tinham qualquer valor diante de Deus. Armou-se uma grande confusão, que culminou na igreja Protestante. Hoje, se Lutero vivesse, com toda certeza teria muito a dizer, diante dos muitos descalabros que se cometem nas igrejas chamadas “evangélicas”.
Mas o quê aconteceu? Se os reformadores fizeram uma reforma no meio religioso daquele tempo, por quê estamos mergulhados no mesmo espírito da idade média, onde o dinheiro era o assunto do dia nos templos? A Reforma teria falhado? A questão é histórica. As igrejas reformadas acabaram engessadas nas próprias doutrinas, quer dizer, ficaram sem espírito. Surgiu, então, uma grande manifestação de espírito no século 19 que deu origem a várias igrejas e seitas, inclusive a igreja pentecostal, onde se dava e se dá preferência não ao conhecimento das coisas de Deus, mas à manifestação do espírito. O que faltava nas igrejas tradicionais ocorreu em excesso nas igrejas pentecostais. O diabo, mais uma vez, havia feito a sua obra de confusão. Hoje, igrejas nascem como praga, muitas delas guiadas por pessoas sem qualquer conhecimento das Escrituras ou do cristianismo histórico. Há situações em que esses indivíduos não têm qualquer compromisso com a verdade ou com o próprio Cristo. Usam os Escritos Sagrados segundo os desejos de seus corações; diga-se, de passagem, nem sempre desejos lícitos diante de Deus.
Bem, mas em todos os tempos, a boa semente sempre esteve misturada com o joio. Jesus contou uma parábola que ilustra bem essa situação: o semeador semeou a boa semente, mas os homens, invigilantes, deixaram que o inimigo semeasse também a má semente. E, quando brotou o trigo, brotou também o joio. E os trabalhadores da vinha procuraram o Senhor para saber se deveriam arrancar o joio. E ouviram-No dizer que era necessário esperar. Quando joio e trigo são jovens, são muito parecidos. Há risco de se arrancar a boa semente. Mas, na medida em que a colheita se aproxima, a diferença se acentua. No tempo da ceifa, o trigo será colhido e, o joio, lançado no fogo e destruído para sempre.
Está se aproximando o tempo da colheita, porque o Reino de Deus está às portas. Cada dia fica mais à mostra o joio, que até há pouco tempo se escondia nas aparências. Não há como se esconder, daqui para a frente. Todas as coisas serão reveladas. O Apocalipse, Capítulo 22, versículo 11 diz: "Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda". É tempo de separação e de colheita.
O poder do diabo se acentua, mas por permissão de Deus. Ele vai levar o que é dele, separando o fruto bom do fruto podre. Estamos nos tempos que antecedem o fim e convém nos revestirmos das armaduras celestiais. O Senhor chama as suas testemunhas e quer ajuntar o Povo de Deus, que está disperso. Quem somos nós, que temos recebido o chamado do Espírito? Somos como as multidões? Ora, não precisa muito para saber que o Reino de Deus não é para multidões. Oremos unidos num mesmo coração e pensamento, aguardando nas misericórdias do Senhor. Não é comida, nem bebida, disse Paulo, mas justiça. Que haja justiça, em nome de Jesus. É paz, disso o Apóstolo. Que haja paz em todos os corações que crêem. Unamo-nos num mesmo sentimento, num mesmo parecer. É alegria. Que haja alegria em nossos corações, em nome de Jesus, pelo Espírito Santo. A vida eterna é nosso destino glorioso. É Cristo quem nos conduz. Alguém poderá nos separar Dele? Nem a altura, nem a profundidade, nem os anjos, arcanjos ou qualquer criatura poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador. AMÉM.
 Autoria: DESPERTAI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras são preciosas. Use-as para edificação. Agradeço sua visita e Volte sempre! Não aceito comentários de anonimos. Assine seus comentários, ok?

COMENTE

AS MAIS LIDAS:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTES RECENTES