POSTAGENS MAIS RECENTES DO BLOG

SIGA-NOS NO FACEBOOK

sexta-feira, 30 de março de 2012

O QUE É O AMOR?





Já foi dito que o Amor é a recompensa do próprio Amor.
Amar é diferente de apaixonar-se. Quando nos apaixonamos, 

ficamos obcecados,perturbados. Queimamos por dentro, 
acreditando falsamente que o fato de possuirmos a pessoa
pela qual nos apaixonamos nos trará a completa felicidade,
resolverá todos os nossos problemas e nos colocará num 
mundo de infindável satisfação.
No entanto, mesmo se gozarmos de alguns momentos em 
que tudo isso está presente, eles passam rapidamente, 
pois é próprio do fogo devastar completamente o terreno que ele ataca.
Amar, ao contrário, nos amplia, nos engrandece. 
O Amor é também um fogo, mas um tipo de fogo suave, acalentador, 
produtivo. É um fogo que constrói, que comunica, que dissolve as 
paredes do nosso egocentrismo crônico, incorporando muitas
qualidades ao campo do nosso sentimento.
A grande recompensa por Amar é justamente poder sentir Amor.

O Amor não é como, por exemplo, uma mesa, um objeto que tem 
sempre a mesma forma. O Amor é mais parecido, digamos, 
com uma planta, que é um jato de vida.
Primeiramente o Amor é uma semente, depois, aventura-se 
como broto que se desenvolve pouco a pouco e que, de 
forma prudente, mas corajosa, busca caminhos e contornos. 
Nisso, ele produz flores e frutos, abriga pessoas, 
concede a sombra, alimenta, encanta e embeleza.
O Amor tem possibilidades infinitas. Florescer é a lei que o comanda. 
Se ele se estagna, endurece, esclerosa e morre, é porque virou hábito, rotina adormecida.

Amar é, portanto, surpreendente, porque o Amor está sempre se reinventando.
“O Amor tem possibilidades infinitas e pode estar sempre se reinventando”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras são preciosas. Use-as para edificação. Agradeço sua visita e Volte sempre! Não aceito comentários de anonimos. Assine seus comentários, ok?

COMENTE

AS MAIS LIDAS:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTES RECENTES